Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

romeira
No comando: Luis Romeira – Orgulho Sertanejo

Das 05:00 as 06:59

romeira
No comando: Luis Romeira – Orgulho Sertanejo

Das 05:00 as 08:59

romeira
No comando: Luis Romeira – Orgulho Sertanejo

Das 05:00 as 09:59

jornal
No comando: Jornal Brasil Atual

Das 07:00 as 08:59

kelly-1
No comando: Kelly Camargo – Nossa Cidade

Das 09:00 as 11:59

roy
No comando: Rogério Ferracine – Um Milhão de Amigos

Das 10:00 as 11:59

adesivo-cd
No comando: TARDE SERTANEJA

Das 12:00 as 19:00

simprao
No comando: SIMPRÃO DE TUDO – ADILSON BEBÊ

Das 16:00 as 19:00

a_voz_do_brasil_logo-svg
No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

No comando: BOA NOITE RBA

Das 19:00 as 21:59

No comando: CLUBE MPB

Das 20:00 as 21:59

bob
No comando: Cidade In Love Com Bob Floriano

Das 22:00 as 23:59

Matheus & Kauan “Na Praia 2”.

Compartilhe:
mateus-e-kauan 2
“Na Praia 2”: Matheus & Kauan e a acertada estratégia de confiar no próprio taco

Apesar de relativamente curta, a trajetória de Matheus & Kauan é uma das mais respeitáveis do meio sertanejo. Entraram na Audiomix numa época em que o foco da casa era em praticamente todo mundo, menos neles, como é natural a qualquer artista ou dupla novata que entra em um grande escritório. E se o normal é esperar um ano ou dois até que as coisas comecem a acontecer, no caso deles a espera foi bem maior. E como eu também já salientei outras vezes, a paciência da dupla foi sem dúvida uma de suas maiores virtudes.

Não que a dupla não tivesse o que oferecer ao mercado sertanejo. Pelo contrário. É engraçado como o próprio mercado sertanejo começou a reconhecer o valor deles antes mesmo que o trabalho na Audiomix ganhasse uma força palpável. Matheus se tornou um dos autores mais procurados do gênero, gravado pelos mais diversos artistas, inclusive alguns da própria Audiomix, como Jorge & Mateus. Ainda assim, continuavam seguindo a tradicional rotina de quem acabou de chegar na família (shows menores, abertura do Villamix ou encerramento, nunca nos melhores horários, etc, etc, etc).

A espera também favoreceu, sem dúvida, a maturidade profissional. Outrora com identidade dividida entre o timbre peculiar e pop do Kauan e a interpretação comercial e mais a ver com o mercado do Matheus, a dupla se redefiniu com o passar do tempo, com o Matheus assumindo de vez o papel de primeira voz e front man do projeto, não apenas no aspecto vocal, mas em toda a parte musical. A qualidade das músicas da dupla, então, obedeceu ao mesmo ritmo de crescimento. A cada disco, a dupla vinha mostrando um feeling cada vez mais preciso para a composição ou escolha de músicas sensacionais.

Os discos “Mundo Paralelo” e “Face a Face” são dois primores em termos de repertório. E já representam também o começo de fato do trabalho do escritório. O respeito que a dupla conquistou no mercado com méritos exclusivamente próprios ficou marcado no DVD “Mundo Paralelo”, que trouxe participações de grandes artistas de outros escritórios e fugiu do lugar comum dos DVDs da Audiomix, que sempre traziam a galera da própria casa. Já o “Face a Face” mostrou uma clara evolução conceitual e uma ousadia da dupla em apostar unicamente em si própria, também fugindo completamente do modus operandi dos demais projetos do escritório e se voltando ao exemplo de maior sucesso lá dentro: Jorge & Mateus.

Aliás, Matheus & Kauan talvez sejam os artistas de dentro da Audiomix que melhor souberam, até então, seguir as estratégias usadas por Jorge & Mateus ao longo da carreira. Uma das principais características da dupla mais importante da última década sempre foi a coragem de confiar totalmente no próprio taco e a incrível capacidade de escolha de músicas. Matheus & Kauan já vão para o terceiro DVD seguido seguindo à risca essa estratégia (o “Mundo Paralelo” talvez não entre na conta devido às participações), mas faltava a eles talvez, mesmo com tantas músicas incríveis em dois DVDs fascinantes gravados em sequência, um sucesso incontestável, aquela música que consolidasse de vez o sucesso que eles tão sabiamente e tão calmamente pavimentaram. Eis que entra “O nosso santo bateu” na história.

Fruto de um trabalho feito sem maiores pretensões, com o aparente intuito de meramente tirar da dupla um pouco do estigma excessivamente conceitual e mostrá-la numa linguagem mais comercial, “O nosso santo bateu” representa uma virada importante na carreira de Matheus & Kauan. O DVD “Na Praia” traz basicamente as mesmas músicas do DVD “Face a Face” , mas numa atmosfera sunset presumidamente mais atrativa ao público. Sem falar que o DVD ainda seguia a mesma estratégia de apostar unicamente na própria dupla. A aposta deu mais do que certo e a dupla Matheus & Kauan finalmente passou a fazer parte do seleto grupo de artistas sertanejos de alto rendimento. Tanto que a música de virada, “Decide Aí”, vem conseguindo também uma grande aceitação. A gravação de um segundo DVD nos mesmos moldes é, portanto, totalmente coerente.

Desta vez com o Rio de Janeiro como pano de fundo, Matheus & Kauan gravaram no último dia 24/09 o “Na Praia 2”, continuação direta do DVD gravado em Brasília, desta vez com um repertório completamente inédito, exceto, claro, por dois ou três dos sucessos mais recentes. Em evento exclusivo para convidados, a dupla continuou seguindo a estratégia acertada de crescimento ao dispensar as participações e focar em um ótimo repertório, pra variar.

O “Na Praia 2” deve consolidar também o papel do Matheus, que assumiu de vez a produção musical junto com o maestro Daniel Silveira, que passou a comandar a banda da dupla desde antes do primeiro “Na Praia”. Aliás, essa parceria foi o que ajudou a garantir o sucesso daquele projeto, já que os arranjos das músicas que mais se destacaram são justamente fruto dessa união. E se deu certo uma vez, nada mais inteligente que continuar.

É, por falar nisso, surpreendente a evolução do Matheus ao longo dos anos, principalmente se levarmos em conta a sua pouca idade. A qualidade das suas composições já era de cair o queixo quando ele tinha por volta dos 18 anos. Agora, então, assumindo a total coordenação musical da dupla, sua qualidade e crescimento profissional tornam-se incontestáveis.

Assim como no primeiro “Na praia”, o cenário do segundo também segue apostando na simplicidade, com estruturas metálicas imitando portões e janelas, com luzes dando ao DVD as cores necessárias, sem nada de LED. A gravação havia sido antecipada em um dia por conta da previsão de chuvas. Mesmo assim, o tempo acabou não ajudando muito na composição do cenário, já que o sol ficou o dia todo escondido atrás das nuvens, prejudicando um pouco a linguagem sunset do DVD. Em compensação, não choveu.

Entre as músicas mais elogiadas na gravação, estão as ótimas “Oitava Dose”, “Tinha que ser eu”, “Nossa praia é amar” (abertura do DVD), “Te assumi pro Brasil”, etc, sempre misturando o pop e o sertanejo romântico. E para quem é fã, como eu, do timbre do Kauan, ele segue cantando em primeira voz a primeira parte da música “Papel Amassado”, que também promete muito.

A escalada de crescimento da dupla, degrau por degrau, sem desespero, acabou por construir um sólido alicerce e uma carreira de respeito. Com a moral de um hit incontestável e diversas canções excelentes no repertório, Matheus & Kauan conquistaram o posto de atrações principais em feiras ou quem sabe até em algumas edições do Villamix ao redor do Brasil. Mérito da paciência de Jó que os dois sempre demonstraram ao longo da carreira e do grande talento no qual eles acreditaram até mesmo em despeito do que outras pessoas poderiam dizer. Creio piamente que a partir de agora é só daí pra cima. Fonte: Blognejo

Abaixo, fotos da gravação, de autoria do grande Rubens Cerqueira.

Deixe seu comentário: